quarta-feira, 1 de abril de 2009

"Essa angústia excessiva do espírito por ciosa nenhuma"

Título de um trecho do poema Ao volante de Fernando Pessoa. Um poema lindo e complicado também. ;~

Por que nada dura para sempre, aquele sentimento de que tudo está bem, tudo passa, a época farta inclusive. Mas, pensando pelo lado bom, acredito que isso seja para o próprio crescimento, é preciso de questionar para depois encontrar algumas respostas. Como ouvi uma vez num filme "é preciso ter medo primeiro, para depois ter coragem."

Hoje as incertezas são outras, já acumulei um pouquinho mais de certezas, e me sinto feliz por isso. Uma eterna questionadora, gosto de pensar. :]

Um sentimento estranho
Que ao poucos me invadem em todo
Já não lembro o que é amor
Me perdi em meio tantas paixões

Mas de uma tenho certeza
Não tenho pressa, passo por passo
Não sei ao certo aonde
Mas sei que um dia vou chegar

Você diz palavras de amor pra mim
Mas eu já ouvi-las de outro
Parece tudo igual
E eu me recuso a repetir

E você insiste
Parece que o não somente o instiga
Mas eu não quero perdê-lo afinal
Só isso, não quero perdê-lo

E por isso tenho medo de tê-lo.

Um comentário:

.moony. disse...

oi :D
amo Fernando Pessoa *-*
tudo de bom ^^
ooh, vc voltou a postar poesias *-*
bjo
teh +
o/*