terça-feira, 20 de outubro de 2009

Tempo

Tempo
Diz pro tempo
Que já não dá mais tempo
De dá um tempo.

Já é quase fim de ano
Já é quase fim de vida
E tudo só acabou de começar.

Tempo, para de correr,
Para de parar,
Para pra parar,
Para pra pensar.

Tempo, para de brigar com destino,
E de brincar com meu sorriso,
E de roubar meu rosto liso.

Deixa de ser chato,
De encurtar meu sono a noite,
De roubar meus sonhos doces.

Para de transformar em passado,
Tudo que eu queria pra hoje
E pra amanhã
E paro o resto das noites.

Um comentário:

KahhH disse...

Meu que lindo *---*
achei qeu só eu escrevia sobre tempo...