sexta-feira, 31 de julho de 2009

"Daqui a pouco acostuma"

Não sei se tem algo que acho mais irritante do que essa frase. Pergunta pra alguém com dor o bastante pra tomar morfina se daqui há alguns minutinhos ele se acostuma. Pergunta pra algum preso se ele quer se acostumar a ficar preso, dormir no chão, estar num lugar fedorento. Pergunta a um mendigo se ele ta afim de se acostumar a não ter lugar pra dormir, não ter comida nas horas certas. Pergunta se alguém quer se acostumar a ser chamado de idiota todo dia. Pergunta alguém se ele acha maravilhoso se acostumar a morar num lugar que ele simplesmente detesta.

Cara, eu pelo menos não to afim. Chame-me de mimada ou do que quiser. Não tenho a mínima vontade de me acostumar com a dor. Porque eu sou uma humana e não um robô sem sentidos e sentidos. Eu quero chorar e berrar quando me machucarem, quero ficar inconsolável quando me magoarem, quero poder aprender com a vida, não esquecer como vive-la.

Porque tem gente que pensa que a gente não pode abrir a boca porque a cabeça ta doendo, porque isso é a coisa mais normal do mundo. Que não pode reclamar quando tem alguém te incomodando, afinal, acontece com todo mundo. Acho que não aconteceria tanto assim se a gente fugisse tanto nas nossas batalhas. É lógico que existem algumas que simplesmente não valem a pena lutar. Mas algumas... é simplesmente burrice deixar passar.

Talvez eu acabe uma velha rabugenta e cheia de rugas por tanta raiva. Mas não quero me acostumar de jeito nenhum com perdas, com dores. Vou reclamar sim toda vez que tiver com sono, com fome e com dor. Porque se alguém me deu essas capacidades é por algum motivo. Se fosse pra gente simplesmente esquecê-las eu aposto que não precisava ter.

Ninguém ta afim de perder o tempo todo, mas se a gente não tentar, em hora nenhuma a gente ganha. Lógico que não vamos nos acostumar a perder, vamos aprender com nossas perdas, nos tornamos cada vez mais experientes para a próxima luta.

2 comentários:

Livre Pub disse...

A gente criou uma cultura de não gostar de quem aponta o que não é bom. Na verdade, são só pessoas que não se contentam com o que não está bom. Buscam excelência! Por isso são muitas vezes mais bem sucedidas.

Laryssa disse...

Outra expressão comumente usada e que também me deixa fora do sério é o "ah, normal"... normal era pra ser algo bom? Ruim? Acho que é somente 'comum'. Quando vc se acostuma a algo e começa a achar que é normal, então seu senso foi mudado.

Se ver um cara sendo espancado injustamente por policiais e pensar que isso é 'normal, acontece toda hora' então algo está muito errado com vc.

Não podemos nos contentar somente em seguir a maré, ir para onde ela toca. Se algo nos irrita, nos fere, nos indigna, então temos que demonstrar isso.

ù.u Não submeta seus sentimentos ao esteriótico distorcido da sociedade. Ela está errada. Quase sempre.

Beijos

A Bulma te ama \o