sábado, 30 de agosto de 2008

Ouro Preto - viagem

Ontem, sexta, viajei junto com duas turmas da sétima série da escola para Ouro Preto. Foi muito confuso, no começo, semanas antes da viagem eu estava hiper ansiosa para a viagem, faltando uma semana para a mesma percebi que iria detestar a viagem, e fiquei pensando isso até 1h30min de sexta, faltando nem 2h para entrar no ônibus e viajar, mas no final de tudo a viagem foi divertida, muito - dando ênfase ao muito - cansativa mas divertida, teve horas que odiei, tive vontade de chorar mas segurei o choro, porém não diria que foi tempo nem dinheiro perdido, que alias, foi muito a quantia gasta. =x
Quero repatir meus melhores momentos com você, meus poucos leitores, mostrando os fotos, que tirei muitas, muitas fotos lindas e com um curto relato sobre o que aconteceu no decorrer do dia.

Saimos da escola um pouco mais tarde q 3h, 31 alunos e 2 professoras, a de história e a de educação física. Compramos sacos de bala, chiclete e pirulito, tudo para nos manter acordados (\o/), levamos filmes de terror, que ninguém viu, ninguém tinha paciência para ficar quieto vendo algum filme, fizemos guerra de travesseiros, na qual até a professora de história, que é uma pessoa muito bacana alias participou, foi muito confuso e parecia que eu era alvo principal, no meio de toda confusão eu perdi uma lente do meu óculos, e foi zuada o resto da viagem por causa disso. Achamos a lente e eu consegui colocá-la de volta no óculos, não me pergunte como a lente conseguiu sair só com almofadas e cobertores. No final, todos ficamos descabelados. xD Pena que não dava nem para tirar foto daquela bagunça toda. Viramos a noite, vimos o sol nascer, tirei uma fotos lindas dele nascendo.



Quando chegamos na cidade o primeiro lugar que fomos foi a uma igreja que não lembro o nome, nem tem como me pedir para dizer, eram muitas igrejas, mas só sei - pelo menos acho que sei - que aquela era a igreja mais alta de todas, e assim que chegamos lá vimos um mendigo deitado no grama em frente a igreja, e como havia cemitérios por perto logo fizemos a piada:
_Fessora! Esqueceram um corpo de 300 anos aqui fora!
Também teve gente que chamou ele de Tiradentes, e até tiraram foto dele, coitado. Eu não tive coragem de tirar mas achei irresistível colocar aqui. xD



Uma foto da igreja:



E com esse pequeeeeeno morro começamos nossa longa caminhada:



Esse prédio, não sei porque, me chamou muita atenção, e adorei essa foto:



Numa ponte pela qual passamos havia a escultura de uma cruz com detalhe de uma simbolo estranho na base. Eu o identifiquei como um cavera feliz. ;D



"Pelo menos quem mora em Ouro Preto não passa cede, aqui tem água de graça"



República Snoopy, achei irresistivelmente idiota. xD



A tão famosa praça Tiradentes, que eu acho hiper sem graça



Uma foto da turma na Casa dos Contos, tá bom que só tem 26 de 33 aí ._.



Essa, da igreja que novamente não lembro o nome, só lembro que é dos Franciscanos,o nome deve ter alguma coisa com Assis, acho eu. Acho que dessa vez aparece a turma toda, só falta professora de história.



Uma foto da vista de Ouro Preto que achei incrivelmente linda:



Uma última foto que tiramos quando voltávamos para nossa tão querida e odiada ao mesmo tempo Coronel Fabriciano. Lara está com seu sorriso quadrado, Laura com sua cara que nunca entenderei e Riane rindo de alguém. Se você reparar bem tem um corpo na foto, wue é meu, eu estava sendo esmagada no meio delas todos e um pedaço do meu queixo aparece. Meu sutiã de coraçõezinhos fica a mostra e isso é indecente, mas que se dane, não ligo para indecências.



Chegamos em casa, exaustas pela enorme caminhada, pelas brincadeiras, descabelados, tontos pelo fedor que ficou em nosso ônibus. Mas com lembranças eternas sobre a ótima viagem. Não aprendi muuuuuito sobre Ouro Preto, mas uma coisa que me chamou muita atenção é que as coisas de lá, mesmo não parecendo tem todo um significado. Coisas que parecem ser aleatórias tem um sentido.

Quem tiver lido tudo deve ter cansado. =x Me desculpem por isso. ^^

4 comentários:

Rodrigo Hyoukami disse...

Desculpar ?
nem pensar...
Quero é continuar...
Não ouses parar...
Pode sim, menos vir a mostrar...
Sei que podes acatar...
Mas não vou lhe obrigar...
Afinal não estou aqui para julgar...
Mas posso notar...
Que alem de se cansar...
Esteve a te maravilhar...
Que isto não venha a acabar...

Fique bem.

.[P].a.[R].ente disse...

Ain q massa. Mas nem precisa se desculpar, passou rapidinho, ri um bocado com essas histórias. affz, o "pobe" do mendigo! Isso deve ter sido coisa dos meninos: os meninos são sempre maus. kkkk
Mas ta td lindo viu... as fotos, q imagem linda do sol nascendo. Uma vez viajei de Bus pra Paraíba, (sou de fortaleza)tive a oportunidade de ver um nascer do sol assim: é lindo.

Pois um cheiro...

Mahzinha disse...

Também já fui na Paraíba, mas fui de avião x.x (sou de MG, é praticamente impossível ir de Ônibus ou carro) ñ vi o sol nascendo, mas vi se pondo no rio jacaré, o dia q eu fui estava nublado, mesmo assim foi lindo

Anônimo disse...

Oie,tudo jóia?
Estive vendo essas suas postagens sobre OP,primeiramente aquela não é a casa dos contos e sim o Museo da Independêcia,a água q vc bebeu com certeza estava cheia de vermes e a República q vc achou irresistivelmente idiota vc com certeza não conheceu,pq de idiota eu só vi uma coisa no seu blog...rs.. Ahhh,estude um pouco mais de história tb!!
beijos