domingo, 21 de setembro de 2008

Qual é?

Qual é o remédio para a carência?
Arranjar um namorado?
E quando isso não for possível?
As vezes eu me sinto um grande incômodo, e é aí que surge minha inacabável depressão.
Como aprendi hoje em Veronika decide morrer, as pessoas só sentem a realidade uma vez na semana: às tardes de domingo, quando não se tem nada para fazer.
De novo, sem vontade de escrever algo longo. Tô um pouco triste... Acho que é por causa de rejeição de alguém que nem sequer existe. Besteira minha.
Que se foda. Isso aqui tá virando diário. x.x

Um comentário:

axl disse...

the angel of you guardian:
vc fala de carencia, vc sita uma pessoa que nao existe, vc si acha encomodo, mais pra min e pra muita gente vc nao eh, ah si eu tivesi um incomodo dessi, sabi mah, sinto pena de vc e quero ajudar, mais a pena que eu sinto e muito pessual porque eu ti conheço, e sei que você e forte (literalmente) vc e inteligente vai saber si virar, ah certosmomentos na vida que nos achamos que presisamos de ajuda, mais nos nao sabemos que essa ajuda pode ser efetuada por nos mesmo. a procura da felicidade estar em sua frente, basta prestar atençao.


EU TI AMO MARIAZINHA
=*************************************

ass: "o anjo de sua garda"