quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Traição?

Como sempre digo, adoro minha escola, às vezes a odeio, como qualquer um, mas no fundo gosto da “bixinha”. E gosto mais ainda da minha professora da história, por mais que seja aula de história a gente não se vira pras histórias e sim para a filosofia, para as reflexões, algo assim. Nossas aulas sempre são... incompreensíveis.

Hoje, estávamos falando de Paladar, o primeiro “traidor” de que se tem notícia no Brasil. Na Ressurreição Pernambucana, luta entre os portugueses e holandeses para expulsar os holandeses das terras brasileiras, Paladar, que lutava ao lado dos portugueses se ofereceu para lutar ao lado dos holandeses, com a derrota dos holandeses, Paladar fora expulso do Brasil.

Mas a professora nos abriu os olhos para outra coisa, somente Paladar estava sendo traidor nessa história? Índios lutavam ao lado dos portugueses para defender terras que pertenciam aos próprios, eles serviam os portugueses para eles tomarem suas terras. Eles traíram a própria pátria, a própria terra! Os índios tinham mais força que os portugueses, podiam muito bem ter lutado contra eles, mesmo que não, não entramos em guerra somente porque podemos vencer, é melhor tentar mesmo tendo poucas forças do que render-se mostrando que nem sequer tentou, isso é covardia.

Trair,
Marido mulher,
Fisicamente, ou até, talvez
Mentalmente.

Palavras podem doer mais do que facadas,
Pensamentos mais do que ações,
Você já traiu fisicamente?
Ou pior ainda, mentalmente?

Já secretamente desejou a mulher de seu amigo?
Imaginou cenas maldosas e pervertidas com a mesma?
Essa é uma traição que se faz,
Que só corta e sangre a si mesmo.

Enquanto a gente não aprender a parar desejar tanto,
De querer tanto,
De invejar tanto,
Estaremos nos suicidando somente por causa de um verbo, trair.

Não há motivo certo para trair,
Não existe um só tipo de traição,
A vida é longa para se trair,
Curta para se confiar.


Como prometido um post para compensar as faltas, ainda tem tanto assunto que quero comentar que não comentei esses dias, queria falar da independência, das Torres Gêmas, falando nisso, horas de grande barulho para os infelizes que morreram naquele prédio e no avião, fez o mundo inteiro ficar com dó dos EUA, minha opinião: vai se foder :D . *Feliz consigo mesma por conseguir escrever algo depois de alguns dias* :3 Homenageio esse post a Gilca o/ Prof. de história que peleja com nós, alunos bobões de cabeças fechadas!

Um comentário:

Rodrigo Hyoukami disse...

Inunda tua mente...
De pensamentos coerentes...
Mas que por consequentes...
Acabam por afirmar o inexistente...
Tua complexidade me agrada...
Enquato tua estra se alarga...
Minha visão te enxerga...
Mais e mais aperfeiçoada...
Continue teus pensamentos...
Sempre seguindo seus sentimentos...

Fique bem.